Assimagra

Recursos Minerais de Portugal

COMÉRCIO DA PEDRA NATURAL CONTINUA EM CRESCIMENTO



Os dados estatísticos mais recentes, relativos ao comércio da pedra natural, do mês de maio de 2021 comparados com o homólogo de 2020, mostram um continuo valor de crescimento, quer em volume de negócio (+21,92%), quer em quantidades exportadas (+28,95%). Esta tendência de crescimento tem se verificado nos últimos meses, no entanto, é necessário ter em atenção que apesar destes valores de crescimento, a valorização média por tonelada exportada, continua inferior ao ano passado. Sublinha-se, no entanto, que já se nota uma ligeira recuperação, pois em relação ao mês de abril, passou de -6,42% a -5,45.



Ao fazer esta análise, a nível global, o setor apresenta um volume de negócios de mais de 31,5 milhões de euros e mais de 204 mil toneladas. O mercado europeu continua a ser o que mais contribui para este crescimento e à exceção da EFTA, existe uma quebra de preços médios, que variam entre -40,19% nos PALOP e -2,16% na União Europeia.

Relativamente aos principais mercados destino continuam a ser os habituais, no entanto, comparando com o mês passado, houve uma alteração no top de ranking, passando a França ser o mercado principal e só depois a China, Espanha, Alemanha e Reino Unido (não incluindo a Irlanda do Norte). Apesar de serem os mercados principais, França e Espanha apresentam quebras do preço médio nos valores de -14,57% e -11,62% respetivamente, enquanto que a China sobe 5,16%. O mercado alemão apesar de registar uma ligeira quebra ao nível das quantidades exportadas (-1,07%), é o país que apresenta um maior crescimento do preço médio, na casa dos 11,71%.



Com base nos dados já apresentados, conseguimos concluir que o mês de maio de 2021, apresenta um desempenho bastante melhor comparado com o período homólogo de 2020. Mesmo comparando com os meses anteriores de 2021, é possível ver uma tendência de crescimento, perspetivando-se uma melhora significativa do setor.



Para mais detalhes, descarregue o Boletim Mensal da Estatística do Comércio Internacional.