Assimagra

Recursos Minerais

Valores

“Focalização nos Associados e Parceiros, respeito por todos, trabalho em equipa, sentido de responsabilidade e serviço, integridade e ética, espírito de sacrifício, união nas dificuldades, sempre em primeiro.”

Objetivos

“Contribuir para a satisfação dos nossos Associados, disponibilizando o que necessitam e preferem no mais curto espaço de tempo, criando valor e fazendo-o melhor que todos os outros.”

Visão

“Elevar a ASSIMAGRA a uma posição de destaque em Portugal, na Europa e no Mundo, através do desenvolvimento dos seus recursos humanos, bem como na aposta em projetos diferenciadores.”

Missão

A Assimagra é a Associação que representa os Recursos Minerais de Portugal. A sua missão é a de:

Contribuir para o desenvolvimento tecnológico e económico do setor. Intervir de uma forma consolidada e estruturada junto dos organismos oficiais, em defesa e representação do setor. Promover o contacto entre os associados e a sua atuação comercial conjunta, aproveitando sinergias e potenciando a capacidade de actuação comercial no mercado. Promover o contacto e a interligação com organismos e associações representativas de setores a montante e a jusante. Promover a colaboração com organismos congéneres nacionais e estrangeiros.

Historial

A Assimagra é uma associação privada, sem fins lucrativos que tem como finalidade representar os interesses dos industriais dos recursos minerais.

A fundação da Assimagra remonta a 2 de Janeiro de 1964 – Data da aprovação do Alvará – quando foi constituído o Grémio Nacional dos Industriais de Mármores, Granitos, Rochas similares e Cantarias.

Cronologicamente, apontam-se as seguintes evoluções da associação:

1964

2 de Janeiro

Constituído o Grémio por uma Comissão Instaladora, constituída por:

António Moreira Rato & Filhos Limitada (Presidente da Comissão Instaladora), Sociedade Luso -Belga de Mármores Limitada, Natal Pais Capucho, Viúva de António José Moreira Limitada, Francisco Joaquim Sismeiro Afonso Caetano Limitada, Sociedade Cooperativa de Produção dos Operários, Pedreiros Portuense, Marmindústria Portuguesa limitada, os quais foram os principais impulsionadores para a criação deste organismo corporativo. O Grémio tinha como denominação “Grémio Nacional dos Industriais de Mármores, Granitos, Rochas Similares e Cantarias”.

1965

Março

realizou-se a 1ª assembleia geral, na qual foi eleita a 1ª Direcção do Grémio e, em virtude de Portugal estar num regime politico de Ditadura, todos os industriais do setor das rochas ornamentais tinham que fazer parte deste organismo corporativo.

1975

27 de Agosto

Após a Revolução dos Cravos (25 de Abril de 1974, data em que o “Grémio Nacional” se extinguiu), esta associação voltou a renascer com o nome de Assimagra.

2013

16 de Novembro

A associação alargou o seu âmbito a todas as empresas de recursos minerais portuguesas.

Constituir-se como uma voz firme na defesa dos industriais do setor das rochas ornamentais tem sido, provavelmente, a face mais visível da Assimagra. Porém, esse seu papel representativo está longe de ser o único. Para lá da intervenção de influência e liderança que se espera, a Assimagra, desde a sua fundação que assume como suas principais funções:

R

Contribuir para o desenvolvimento tecnológico e económico do setor;

R

Representar o setor nas negociações de contratação coletiva;

R

Representar Portugal nas Instituições Internacionais;

R

Promover, defender, e divulgar a pedra e a industria portuguesa.

O incentivo à inovação e à qualificação das empresas, o apoio nos mercados externos, as políticas de planeamento e ordenamento do território, a melhoria das competências e condições de trabalho, a valorização das boas práticas profissionais, a autorregulação do setor, e a promoção nacional e internacional da Pedra Portuguesa são práticas e competências específicas da Associação – que conta atualmente com mais de 200 PME´s associadas – competências essas que têm vindo a ser reforçadas, ano após ano, ao longo dos seus 50 anos de história.